Páginas

Vettel faz campanha por gol de Neymar em eleição da Fifa

'Colega' de empresa, Neymar encontra Vettel após GP Brasil
 
São Paulo - Depois de conhecer o atacante Neymar após o GP Brasil, o bicampeão de Fórmula 1 Sebastian Vettel reforçou a amizade com o santista fazendo campanha  para ele. A Red Bull, equipe do alemão, divulgou nesta terça-feira um vídeo no qual Vettel assiste ao gol de Neymar na derrota para o Flamengo por 5 a 4, em julho, e depois pede para seus fãs votarem por ele no site da Fifa.

Na votação promovida pela entidade, Neymar concorre com outros nove belos gols marcados em 2011: Messi pelo Barcelona; Benjamin de Ceulaer pelo Lokeren, da Bélgica; Lisandro López pelo Arsenal de Sarandí, da Bélgica; Zlatan Ibrahimovic pelo Milan; Wayne Rooney pelo Manchester United; Dejan Stankovic pela Inter de Milão; Julio Gómez pela seleção mexicana sub-17; Giovani dos Santos pela seleção mexicana; e Heather O’Reilly pela seleção feminina dos EUA.

Mas, para Vettel, não ficam dúvidas entre os concorrentes.

"Íncrivel como ele passa pelos adversários e apenas dá um toque na bola para fazer o gol. Esse é o melhor gol do ano, com certeza. Você tem que votar nele", afirma o piloto.

Massa festeja presença de pilotos da F-1 no Desafio: 'Vai ser espetacular'

Organizador do Desafio das Estrelas de kart, que será disputado no próximo fim de semana em Florianópolis, Felipe Massa exaltou a data do evento, apenas uma semana após o GP do Brasil. Segundo ele, a proximidade com a prova da Fórmula 1 permitiu a presença de sete pilotos da categoria máxima do automobilismo: além dele, Rubens Barrichello, o alemão Adrian Sutil (Force India), o espanhol Jaime Alguersuari (STR), o belga Jerome D'Ambrosio (MVR), o venezuelano Pastor Maldonado (Williams) e o italiano Vitantonio Liuzzi (Hispania).
- Foi legal fazer o Desafio uma semana após o GP do Brasil, muitos pilotos ficaram. Tenho certeza que vai ser mais um evento espetacular, maior e mais forte do que foi até hoje, com uma corrida à noite e outra de dia, com os melhores do mundo correndo. Tenho prazer de organizar uma corrida como esta. Não só de organizar, mas também de competir. Com todos com karts iguais, não tem diferença. Ali a gente vê realmente o que é o trabalho de ser piloto - disse Massa.
Além dos astros da Fórmula 1, a competição contará com Tony Kanaan, Hélio Castroneves, Vítor Meira e Bia Figueiredo da Fórmula Indy; Lucas di Grassi, piloto de testes da Pirelli (fornecedora de pneus da F-1), atual campeão do desafio, Nelsinho Piquet, da Nascar Truck Series, Jules Bianchi, do programa de jovens pilotos da Ferrari, Gianni Morbidelli, ex-Fórmula 1, Enrique Bernoldi, que correu na FIA GT1 nesta temporada, além de uma legião de pilotos da Stock Car, categoria com mais pilotos no grid. Bruno Senna havia confirmado presença no evento, mas depois informou que não poderia mais correr em razão de compromissos profissionais com a equipe Renault-Lotus. Outro desfalque é Jorge Lorenzo, da MotoGP. O piloto espanhol não foi liberado pelos médicos após o acidente sofrido na prova da Austrália em outubro.
O evento começa na sexta com a realização dos treinos livres. A primeira bateria está marcada para as 21h45m (de Brasília) do próximo sábado, com transmissão ao vivo pelo SporTV, e a segunda será disputada no domingo, às 11h, e a Rede Globo mostra no Esporte Espetacular.
Confira a lista de participantes confirmados para o Desafio das Estrelas:
1 - Felipe Massa (Fórmula 1)
2 - Rubens Barrichello (Fórmula 1)
3 - Lucas di Grassi (Fórmula 1)
4 - Vitantonio Liuzzi (Fórmula 1)
5 - Jaime Alguersuari (Fórmula 1)
6 - Pastor Maldonado (Fórmula 1)
7 - Adrian Sutil (Fórmula 1)
8 - Jules Bianchi (Fórmula GP2-Fórmula 1)
9 - Gianni Morbidelli (ex-Fórmula 1)
10 - Tony Kanaan (Fórmula Indy)
11 - Hélio Castroneves (Fórmula Indy)
12 - Bia Figueiredo (Fórmula Indy)
13 - Vítor Meira (Fórmula Indy)
14 - Pietro Fittipaldi (LLM-Nascar)
15 - João Paulo Oliveira (GT Series - Japão)
16 - Cacá Bueno (Stock Car-Trofeo Linea)
17 - Popó Bueno (Stock Car-Trofeo Linea)
18 - Christian Fittipaldi (Trofeo Linea)
19 - Marcos Gomes (Stock Car-Trofeo Linea)
20 - Leonardo Nienkötter (Trofeo Linea)
21 - Antonio Pizzonia (Stock Car)
22 - Ricardo Zonta (Stock Car)
23 - Xandinho Negrão (Stock Car-GT3)
24 - Max Wilson (Stock Car)
25 - Luciano Burti (Stock Car)
26 - Allam Khodair (Stock Car-Trofeo Linea)
27 - Tuka Rocha (Stock Car)
28 - Nelsinho Piquet (Nascar Truck Series)
29 - Enrique Bertoldi (FIA GT1)

Rubinho evita falar sobre futuro e dispara contra F-1: “As coisas acontecem muito por trás das cortinas”

Piloto esteve no CT do Corinthians nesta terça-feira (29) para anunciar evento de Rally em SP
Fórmula 1 continua indefinido, mas o piloto brasileiro mostrou estar magoado com as negociações na categoria. Para chegar à 20ª temporada na F-1 em 2012, Rubinho contava com uma vaga na Lótus Renault, que anunciou nesta terça-feira (29) acerto com o finlandês Kimi Raikkonen, campeão pela Ferrari em 2007.
De saída da Willians e desapontado com a contratação de Raikkonen, Barrichello esteve no CT do Corinthians nesta terça e disparou contra a falta de transparência nas negociações na F-1.
- O anúncio do Raikkonen mostra que as coisas acontecem muito por trás das cortinas. O que posso falar é que minha vontade vai superar qualquer obstáculo.
Apesar de toda a expectativa que cerca a possível aposentadoria do piloto com maior número de GPs disputados na história da F-1, o corintiano evitou falar sobre o futuro.
- Tenho certeza de que quando souberam que eu viria ao Corinthians pensaram que eu falaria sobre o meu futuro. Não é nada sobre o meu futuro. Infelizmente não ainda. Quem sabe em breve poderei falar algumas coisas que estão acontecendo, mas, hoje, vamos limitar a conversa ao Rally de São Paulo.
Barrichello esteve no CT para lançar um evento denominado Rally de São Paulo – Desafio dos Campeões. Trata-se de uma corrida indoor com carros da marca Mini Cooper, que será realizado nos dias 17 e 18 de dezembro dentro do Parque São Jorge.
O antigo local de treinos do Timão terá seu gramado transformado em pista, e verá, além de Barrichello em ação, outros pilotos do quilate de Bia Figueiredo, Hélio Castroneves e Tony Kanaan.
Estão projetadas a realização de quatro baterias com quatro carros cada, mas ainda não está confirmado se um dos veículos utilizados na prova terá em sua pintura o símbolo do Corinthians.

Relembre carros com pouco tempo de vida no mercado nacional

Em média, automóveis são projetados para 'sobreviverem' por sete anos.
Veja alguns exemplos de veículos que saíram bem mais cedo de cena.

O Corsa GSi está nesta lista.

O desenvolvimento de um carro, do primeiro traço até a produção na linha de montagem, leva, no mínimo, dois anos e requer investimentos de milhões de reais. Para "pagar a conta", as fabricantes torcem para que seus produtos durem, em média, sete anos no mercado, entre facelifts (leves alterações visuais), reestilizações e novas gerações, etapas planejadas desde o lançamento. Mas por erro de estratégia há modelos que saem de cena muito antes do previsto.

Versões "envenenadas", motores mais potentes para carros populares, mudanças na legislação, alta no imposto de importação e falta de adaptação de modelos estrangeiros para o mercado nacional são alguns dos motivos que levaram a rápida aposentadoria. “Há também carros que não vingaram sem nenhuma explicação”, afirma o jornalista especializado em veículos Bob Sharp.
Com ajuda dele, do também jornalista e engenheiro Fernando Calmon e do escritor José Luiz Vieira, autor do livro “A história do automóvel”, relembre alguns dos modelos e marcas que duraram, no máximo, a metade do tempo previsto e fracassaram na indústria nacional. Apesar de carregarem o fardo do 'mico', de tão raros, alguns viraram peça de colecionador. 

VOLKSWAGEN SP1  
Volkswagen SP1 (Foto: Divulgação)
A probabilidade de encontrar um é tão pequena que o SP1 se tornou um dos carros mais raros do Brasil. Isso porque apenas 88 unidades foram produzidas entre novembro de 1972 e 1973. Para efeito de comparação, o irmão maior SP2, passou a barreira das 10 mil unidades.

“O carro era muito fraco de potência para um modelo esportivo”, lembra Bob Sharp. O SP1 1.6 tinha 65 cv, ante os 75 cv do SP2, de 1,7 litro.


FIAT OGGI VERSÃO CSS  
Fiat Oggi CSS (Foto: Divulgação)
Para o Campeonato Brasileiro de Marcas e Pilotos , em 1984, a Fiat lançou uma versão de corrida do Oggi, a CSS. Emerson Fittipaldi chegou a pilotar um, mas o título de Marcas daquele ano ficou com a Volkswagen.

Limitado a 300 unidades, o modelo foi o primeiro Fiat nacional com motor acima de 1.3. Sob o capô, o sedã trazia o motor de 1.490 cm3 e 78 cv. Mas o desempenho da versão nas pistas foi equivalente ao nas lojas, o que levou à retirada do mercado um ano após a estreia.    "Hoje em dia é um carro rraríssimo e muito procurado por colecionador", afirma Bob Sharp. 


CHEVROLET CORSA GSi
Chevrolet Corsa GSi 16 V (Foto: Divulgação)
  
A versão esportiva do modelo chegou em outubro de 1994 para disputar mercado com alguns carros "apimentados" da época, como Gol GTI, Escort XR3i e Uno Turbo. Mas o motor 1.6 16V de 108 cavalos de potência era importado da Hungria e "sofreu" muito com a gasolina nacional. Então, em 1996 a fabricante optou por parar a produção da versão.

LADA

Se o fracasso de um modelo é um rombo no orçamento, imagine de uma marca inteira. A Lada, fabricante russa ícone da era das importadoras no Brasil nos anos 90, durou, com muito esforço, cinco anos no país.

O desenho da carroceria ultrapassado, a falta de adaptação ao combustível nacional e a baixa qualidade das peças foram diminuindo a euforia dos consumidores no Brasil. No entanto, o golpe fatal veio em 1995, quando a alíquota de importação subiu de 20% para 70%, uma diferença que nem mesmo as vendas do jipe Niva e os preços baixos dos outros modelos conseguiram suportar.

CHEVROLET TIGRA E CALIBRA

Chevrolet Tigra (acima) e Calibra (Foto: Divulgação)

Importado pela GM no final de 1998, o Chevrolet Tigra deixou de ser comercializado no país no início de 1999 por causa do preço elevado. Nos poucos meses de "vida", o pequeno coupé baseado no Corsa e produzido pela Opel (a subsidiária europeia da GM) vendeu por aqui 2.652 unidades. Os motivos foram uma súbita desvalorização do real, que elevou ainda mais o preço do modelo e o preço das peças. A estratégia já havia sido mal sucedida com o Calibra, da mesma marca, entre 1994 e 1996, que também era equipado com propulsor alemão e teve apenas 1.600 unidades vendidas por aqui. 

FORD FIESTA 1.0 SUPERCHARGER

Ford Fiesta 1.0 (Foto: Divulgação)

Um hatch com motor 1.0 de 95 cv tinha tudo para ser bem sucedido, mas não foi. O primeiro carro nacional com compressor de fábrica foi lançado em 2002 e quatro anos depois saiu de fininho do catálogo da Ford.

“O modelo chegou a vender bem, mas teve vida muito curta, porque o brasileiro queria um carro que andasse como um 1.6, mas que tivesse o consumo de um 1.0, o que não acontecia”, diz Bob Shap. O mesmo propulsor passou a equipar em 2003 o EcoSport, mas 'sobreviveu' apenas mais três anos no utilitário-esportivo.

VOLKSWAGEN POLO 1.0 16V 

Volkswagen Polo 1.0 (Foto: Divulgação)

Em agosto de 2002, mês de estreia desse modelo, o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) para carros novos caiu de 10% para 9% para motores 1.0. Mas, para automóveis de 1 litro a 2 litros, foi de 25% para 16%, nos modelos a gasolina, e de 20% para 14%, nos a álcool.

Com a mudança, o Polo 1.0 16V, de 79 cv, passou a custar apenas R$ 610 a menos do que a versão 1.6, que trazia ar-condicionado e motor de 101 cv. O erro estratégico aposentou a versão do hatch no final de 2003, data informada pela fabricante.

“O lançamento foi logo após o anúncio do governo. Quem ia comprar um carro 1.0 mais caro e menos completo que um 1.6? Foi uma das maiores ‘barrigadas’ que já vi no Brasil”, lembra Fernando Calmon.

 

StetCar - Hidratação de bancos de couro

O Stetcar hidrata os bancos de couro de seu veiculo. Leia esta postagem e entenda porque os acessórios de couro do seu carro precisam de uma hidratação regular. 

Quem tem carro com bancos de couro sabe que é importante manter o couro hidratado. Se isto não for feito o couro poderá ressecar e começar a rachar depois de algum tempo.
Quando se trata de escolher o melhor produto para hidratar o couro dos bancos, muitas variáveis estão envolvidas. Os produtos específicos para este fim e um bom profissional fazem o trabalho com perfeição. O que importante na hidratação é que o produto cumpra a função de criar uma película protetora sobre o couro. Alguns até deixam um aroma após utilizados, mas o cheirinho vai embora após algumas semanas.
Dentre os produtos para a hidratação do couro, estão os hidratantes a base de vaselina líquida, que deverá ser usada no banco limpo e seco, que será totalmente absorvida pelo couro após umas 12 horas deixando o couro do banco  macio, com textura de novo.

Antes de hidratar, sempre será feita uma limpeza do couro.
E você? Qual carro você tem? Os bancos de couro já foram hidratados?

Stetcar - Espelhamento de pintura automotiva

StetCar oferece serviço de espelhamento e cristalização. Leia com atenção algumas de nossas dicas.

Muitos de nossos clientes e amigos proprietários de veículos entraram em contato a respeito do espelhamento de pintura automotiva. Muitos destes contatos é para saber se o espelhamento de pintura e cristalização  são o mesmo processo. A verdade é que depende. O conceito de espelhamento de pintura e cristalização varia muito entre os fornecedores. A qualidade e a marca dos materiais utilizados também interfere no resultado final do trabalho.
As técnicas utilizados para o espelhamento de pintura  também são bem variadas e dependendo de como é feito o procedimento é indicado ou não para certos tipos de veículos.
O objetivo do espelhamento de pintura é deixar a pintura do carro brilhando mais e homogênea, livre dos pequenos riscos e arranhados que sempre aparecem. Mesmo carros com pouco tempo de uso às vezes já apresentam riscos que podem ser tirados com um espelhamento de pintura. O que ocorre muitas vezes é que vendedores de concessionárias indicam o espelhamento de pintura mesmo para carros novos, citando como necessária para proteger a pintura do veículo, aproveitando que a mesma ainda está nova.
Isto pode até fazer algum sentido, mas existem processos de espelhamento de pintura que desgastam o verniz da pintura do carro para depois aplicar os produtos químicos que fazer o espelhamento. Este desgaste é feito de diversas maneiras, seja com lixas ou massas especiais de polimento. Portanto se quiser fazer espelhamento ou cristalização de pintura em um carro mais novo, verifique atentamente se precisa mesmo desgastar a pintura antes. Dependendo do caso uma lavagem com cera já resolverá o problema e deixará seu carro brilhando como zero!
Espelhamento de pintura
Espelhamento de pintura
Os cuidados do proprietário com a pintura do veículo determinam quanto tempo a mesma irá manter o brilho. Se um carro é bem cuidado, dificilmente precisará de um espelhamento de pintura antes de 5 anos de uso. E bem cuidado não significa que você precisa ser fanático por limpeza e lavar o carro toda semana. Basta que cuide bem mantendo o carro limpo e especialmente longe do sol e produtos químicos de limpeza não recomendados!
Espero que estas dicas lhe ajudem a escolher bem o profissional que fará o espelhamento de pintura do seu carro!

Pequeno, charmoso e completo


 Outra visão, outro propósito. Quatro versões, do completo Cult 1.4, 8 válvulas – motor nacional mandado ao México – ao Lounge, 1.4, 16 válvulas, cabeçote Multiair, 125 cv, transmissão automática de 6M, tem para todas as visões no mercado, muito especialmente para as cidades de trânsito denso. A versão Cult, básica, por R$ 3.000 pode ter o automatizador Dualogic.

Mixando necessidades, confortos, segurança, preço sintonizado – é mais barato, equipado e com charme novo sobre toda a turma concorrente, de Citroën C3 a Chevrolet Agile – a pretensão da Fiat, vender 1.000 veículos ao mês, parece irrealmente contida. Com rede de 506 concessionários, parece inimaginável, cada comerciante venda apenas duas unidades mensais da novidade.

Na prática o 500 ajudará a fazer escada de preços, uma grade de proteção à marca. Entre Mille, Uno, Palio – atual e o novo, próximo mês – Punto e as versões do 500, terá tipo, versão e preço a cada R$ 2.000.

Com lançamento transmitido pelo Facebook, ida às redes sociais, confortos como o Clube L´Único, oferecendo facilidades e serviços, e mais sistema avaliador da maneira de conduzir via computador ou telefone, abre a era do charme. E mostrará, apesar do conteúdo e preço, diferencia-se do J3 ao ter o premiado ator Dustin Hoffman a exibir que não precisa ser grande para ser completo.


Fiat 500 - foto Divulgação
Fiat 500. Gostou? Eu também
Pebble Beach, a crise americana desviou daqui

O mar na baía de Monterey, na California, é manso e verde acinzentado. As praias, de pouca profundidade, são uma fímbria de pouca areia, muitas pedras, base das montanhas pontuadas por ciprestes e por pinheiros da região. Um bordado recortado, embora num pequeno pedaço haja uma praia de cascalho, um gramado portentoso, e um hotel em elegante branco. O nome diz, é Pebble Beach. O hotel, The Lodge. Mas o que os trazem a este espaço é que ali, há 61 anos, iniciou-se o mais competente, elegante e completo encontro de veículos no mundo, o Pebble Beach Concours d´Elegance. A competência negocial norte americana transformou-o em negócio portentoso. Reúne tematicamente os 200 melhores exemplares do mundo, é organizado, tem catálogo, dentre os juízes designers de montadoras e estas, em dezena, patrocinam o evento e aproveitam o poderoso público que paga US$ 200 para entrar, para fazer lançamentos. Neste ano, Land Rover Evoke, Infitinity, Lexus GS, o conceito Cadillac Ciel, dentre a dezena de estandes.


Roberto Nasser 


Assim é o Fiat 500 fabricado no México

por ROBERTO NASSER
ABS, ESS, ESP, Hill holder, BAS, dois airbags, freios a disco nas quatro rodas, direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, a R$ 39.990. Completíssimo. Fosse o Faustão a assinar esta coluna, o leitor pensaria tratar-se do chinês JAC J3, atual referencia de conteúdo e preço no mercado nacional. Mas não é. É o mexicano Fiat 500.

Adequado às agruras nacionais, suspensão reforçada, maior altura livre, bom pacote de conforto e segurança e, fundamentalmente, preço cortado por isento de imposto alfandegário, e reduzido por mudar o foco no mercado: deixa de ser carro de griffe, e passa a opção ecológica-elegante.

Dois modelos são destaques em pesquisa

Livina é bicampeão em “Minivan Compacta” e Grand Livina é escolhido em “Minivan Média” pela Quatro Rodas

Credito: Divulgação Credito: Divulgação
Grand Livina SL eleito “Melhor Compra”2011 pela Quatro Rodas
Dois modelos da família Livina foram eleitos os melhores em suas categorias pela pesquisa “Melhor Compra 2011”, organizada anualmente pela revista Quatro Rodas. O Livina 1.6 S e o Grand Livina 1.8 SL automático foram escolhidos pela publicação como destaques em “Minivan Compacta” e “Minivan Média”, respectivamente. Esta é a segunda indicação consecutiva do Nissan Livina, eleito a “Melhor Compra 2010”.
O Nissan Livina 1.6 S é o veículo mais completo do segmento em sua categoria. De série, traz direção com assistência elétrica, travas, vidros e retrovisores com acionamento elétrico, ar-condicionado, airbag para motorista e passageiro, para-choques na cor do veículo, luz central interna, rádio CD Player com função MP3, rodas de liga leve de 15, pneus 185/65, grade cromada e alarme ao preço de R$ 46,4 mil. O modelo também se destaca pelo seguro, com valor médio de R$ 1,3 mil, e pelo preço das revisões, com valor médio de R$ 136.

 

Emocionado, Schumacher celebra 20 anos de Fórmula 1

Aos 42 anos, o heptacampeão Michael Schumacher viveu um dia especial nos treinos livres para o GP da Bélgica de Fórmula 1. O alemão completou na última quinta-feira exatos 20 anos de carreira na categoria, e nesta sexta lembrou em alguns momentos suas melhores performances nestas duas décadas. Tanto que liderou a chuvosa primeira sessão, com o tempo de 1min54s355.

"Foi uma emoção especial poder estar na pista hoje (sexta-feira) para o primeiro treino deste final de semana de aniversário aqui em Spa. Muitas coisas mudaram nestes últimos 20 anos, mas o clima não", declarou o alemão.

No dia 25 de agosto de 1991, então com 22 anos, Schumacher fazia sua estreia na Fórmula 1, justamente no circuito de Spa-Francorchamps, pela Jordan, substituindo o luxemburguês naturalizado belga Bertrand Gachot. O piloto titular havia sido preso por envolvimento em uma briga de trânsito.

Desde então foram 20 anos de F-1, sete títulos mundiais e uma aposentadoria renunciada. Longe de seus melhores dias desde a volta à categoria, na última temporada, pela Mercedes, o alemão acabou com o 11.º tempo no geral, nesta sexta-feira. A queda de rendimento no treino aconteceu quando a pista secou, na segunda sessão. Com o tempo de 1min51s922, ele ficou longe de Mark Webber, da Red Bull, que liderou, com 1min50s321.

"Foi um dia típico em Spa, com mudanças no clima e pouca disputa com pista seca. As condições fizeram com que não conseguíssemos fazer um bom trabalho nos ajustes, mas fizemos o possível com a pista seca. Ainda assim, será difícil encontrar um bom ajuste para domingo, porque o clima é sempre imprevisível", avaliou.

Vettel vence e está perto do título da F-1

Sebastian Vettel voltou a vencer neste domingo na Fórmula 1. Sem sofrer ameaças, o alemão cravou sua sétima vitória na temporada e ficou mais perto do bicampeonato. O piloto da Red Bull fez uma dobradinha com o companheiro Mark Webber. Jenson Button, da McLaren, completou o pódio.

O triunfo no Circuito de Spa-Francorchamps aumentou a vantagem do alemão na classificação do campeonato. Vettel chegou aos 259 pontos, quase 100 a mais que os 167 do vice-líder Webber. O espanhol Fernando Alonso é o terceiro colocado, com 157. Button (149), Lewis Hamilton (146) e Felipe Massa (74) completam a lista dos seis primeiros colocados.

Melhor brasileiro na corrida, Felipe Massa cruzou a linha de chegada em oitavo, enquanto Rubens Barrichello completou a prova em 16º. Bruno Senna, que estreava pela Renault, não correspondeu às expectativas criadas depois do sétimo lugar no treino de sábado. Ele se envolveu em uma batida logo na largada e não conseguiu brigar pelas primeiras colocação. Terminou em 13º.

A prova. Uma largada tumultuada marcou o GP da Bélgica neste domingo. Mark Webber saiu mal, do terceiro posto, e abriu caminho para Nico Rosberg surpreender e deixar os líderes para trás. Os carros da Ferrari também aproveitaram o momento e ganharam espaço. Massa subiu de quarto para terceiro, enquanto Alonso saltou de oitavo para quinto.

Bruno Senna contribuiu para tumultuar a saída. Inexperiente, ele acertou Alguersuari e quase tirou Alonso da prova. Com o carro danificado, o brasileiro precisou fazer a primeira de suas três paradas e foi para o fim da fila. Na segunda delas, cumpriu punição por conta da batida na largada. Apesar dos percalços, Bruno Senna teve bom desempenho e terminou a corrida em 13º.

Na briga pela ponta, Alonso e Webber foram os destaques da prova. Os dois pilotos mostraram bom poder de reação e, após saírem das posições intermediárias, entraram na disputa pela liderança. O espanhol surpreendeu na primeira metade da corrida. Chegou a protagonizar bom duelo com Massa antes de galgar até a terceira posição.

Webber passou a se aproximar dos líderes depois de contar com a entrada do carro de segurança na pista na volta 13 - Hamilton se chocou com Kobayashi e ficou fora da corrida. Como havia feito sua primeira parada antes dos rivais, o australiano saiu em vantagem e se aproximou da ponta.

Alonso e Webber, contudo, não conseguiram ameaçar a liderança de Vettel, que contou com a pista seca para abrir vantagem e encaminhar a vitória. Button, também em uma corrida de recuperação, tirou Alonso do pódio nas últimas voltas e garantiu a terceira colocação. Michael Schumacher, que completa 20 anos de sua estreia na categoria, também se destacou neste domingo ao terminar em quinto lugar após largar em último.

Sem mostrar o mesmo ritmo dos primeiros colocados, Massa cruzou a linha de chegada em oitavo, depois de ter furado um dos pneus. Rubens Barrichello fez uma corrida discreta, mas quase duelou com Bruno Senna na briga pela 13ª posição no final. Contudo, o piloto da Williams se chocou com Kobayashi e caiu para o 16º lugar.

A próxima etapa da Fórmula 1 será disputada no Circuito de Monza, na Itália, no dia 11 de setembro.

Chefe da Ferrari dá prazo para Massa "mostrar do que é capaz"

O descanso de férias da Fórmula 1 no mês de agosto fez Stefano Domenicali se manifestar em relação à temporada 2011. No retiro tradicional da escuderia italiana, em Madonna di Campiglio, na Itália, o chefe da equipe disse neste sábado que o brasileiro Felipe Massa tem prazo para mostrar serviço e que Fernando Alonso é superior aos seus principais rivais, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

"Para mim, Fernando é o melhor porque sempre oferece mais, é um motivador nato, e seu trabalho está muito focado em melhorar. Está claro que Vettel ou Hamilton são grandes pilotos, muito bons, mas Alonso é o melhor. Eles três, sem dúvida, são os melhores do grid", declarou em entrevista ao jornal espanhol As

Sobre Massa, Domenicali foi brando, mas admitiu que não será sempre assim. "Ele está tendo um ano complicado, mas acho que nas últimas corridas está melhorando, espero que continue por esse caminho. Está claro que não é fácil tendo ao lado o Fernando, mas Felipe deve fazer algo melhor, tem um ano e meio para poder demonstrar suas qualidades e do que é capaz", acrescentou o dirigente, que não fugiu da pergunta sobre qual seria o perfil ideal para um eventual substituto do brasileiro na equipe.

"Quem que acompanhar Fernando deve ser jovem, mas com experiência, tem que ser um bom piloto, com ganas de ser campeão, mas não pode ser um jovem que tenha tudo a mostrar, estamos falando da Ferrari, uma escuderia onde a pressão é absolutamente incrível e devemos ter dois pilotos grandes", concluiu.

No Mundial de Pilotos, Alonso está na quarta colocação, 89 pontos atrás de Vettel, que lidera com 234 conquistados. Já Felipe Massa é apenas o sexto na classificação, com 70 pontos. Entre os construtores, a Ferrari dista 168 pontos da Red Bull.

Stock Car: Denis Navarro largará atrás de ex-campeão mundial de Fórmula 1

Piloto da Bassani Racing promete aproveitar todas as chances para surpreender na ‘Corrida do Milhão’

A formação do grid de largada para a ‘Corrida do Milhão’ da Stock Car colocou duas gerações próximas. Com apenas 24 anos e estreante na categoria, Denis Navarro disputará posições logo na primeira curva com o ex-campeão mundial de F1, o canadense Jacques Villeneuve e com o experiente Antônio Pizzonia.

Apesar da oportunidade de acelerar ao lado dessas feras, o piloto da Bassani Racing sabe que terá de fazer uma corrida de recuperação. O treino deste sábado não foi o ideal para Denis Navarro que largará em 29º (1min43s891), na fila de trás de Jacques Villeneuve (1min43s841).

"Estamos geralmente saindo logo de cara para tentar pegar a pista mais fresca, mas temos encontrado o local sujo pelos carros da Copa Montana e isso tem nos prejudicado. Para piorar, ainda errei num momento e não fui bem. Agora é pensar na corrida e ir para cima dos adversários", reconheceu Denis Navarro #5.

A equipe Bassani Racing trocou nesta sexta o motor do carro do piloto visando um melhor resultado na ‘Corrida do Milhão’. Além de somar pontos para o campeonato, a prova tem um charme especial por atrair atenção do público, mídia e patrocinadores.

Mesmo largado no último bloco, Denis Navarro espera surpreender os adversários e ter sorte neste domingo. "Minhas chances são reduzidas, mas existem, pois no ano passado o Diego Nunes, meu companheiro de equipe, largou em 29º lugar e venceu a corrida de Curitiba por ter acertado a hora de entrar nos boxes e trocar os pneus, entre outros fatores. Meu principal objetivo nesta corrida não é ganhar R$ 1 milhão. Mas, se vier, será ótimo", resumiu o piloto patrocinado pela NeoQuímica e Distribuidora Navarro de Medicamentos.

A largada em Interlagos será às 11h03 e a corrida terá duração máxima de 70 minutos.

Bernie Ecclestone envolvido em escândalo de corrupção na Fórmula 1

O patrão da Fórmula 1 terá recebido uma comissão por parte
de um banco alemão no valor de 29 milhões de euros.
O detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, está a ver o seu nome envolvido num escândalo de corrupção que envolve a venda, por parte de um banco alemão, das acções que detinha na modalidade, actualmente detidas pela CVC Capital Partners, proprietária da Fórmula 1.Em causa está o alegado pagamento de comissões ilegais ao empresário britânico, que antes terá subornado Gerhard Gribkowsky, responsável pelo processo de venda das acções que banco BayernLB detinha na Fórmula 1, avança a BBC.
Os dados da investigação apontam que terá sido pago um suborno ao banqueiro alemão de quase 31 milhões de euros.
Por outro lado, Bernie Ecclestone terá alegadamente recebido uma comissão do banco a rondar os 29 milhões de euros, indica o site autosport.com, com base nos dados avançados pela investigação conduzida pelas autoridades alemãs.
O processo, que remonta a 2006, resultou na compra das acções do BayernLB por parte da CVC, empresa que detém actualmente os direitos comerciais da Fórmula, e da qual Ecclestone é o representante.
Gerhard Gribkowsky foi detido em Janeiro no âmbito das acusações.
SOL

F1 - Expectativas para o GP da Alemanha - Sauber

k_kobayashi.1
Kamui Kobayashi: Eu só corri uma vez em Nurburgring, e isso foi quando estive na GP2 em 2009, corridas onde terminei em nono e terceiro. Lembro de ser bastante complicado e um circuito difícil, porque sobe e desce bastante. No entanto, espero que em uma pista rápida de novo, como Silverstone, possa ser bom para nós. Sabemos que em curvas de alta velocidade somos muito fortes, por isso espero que possamos mostrar um bom desempenho novamente. Eu estou muito muito ansioso, e gosto dessa alternância de circuitos que temos na Alemanha.

Sergio Perez: Depois de estar em Silverstone, Nürburgring é uma outra pista de corrida histórica e, como na Inglaterra, estamos em outro país onde morei. Estou muito ansioso para voltar à Alemanha e ter uma boa corrida lá. Para mim, depois de ter perdido dois GPs neste ano, é muito importante agora avançar no resto da temporada, especialmente antes das férias de verão, que é um período muito intenso, com três corridas em um mês. Eu guiei em Nordschleife uma vez em um carro de passeio, obviamente é uma pista incrível. No circuito moderno uma das minhas partes favoritas é a chicane no último setor, que eu gosto muito. Eu também acho que o circuito deve se adequar ao nosso carro muito bem. Somando tudo, devemos ter uma boa corrida

Ferrari pode se unir a magnata para assumir controle da F-1

O controle da Fórmula 1 poderia trocar de mãos e passar para a Ferrari. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, uma empresa ligada à dona da escuderia italiana poderia se aliar ao magnata Rupert Murdoch para assumir o comando da categoria.

Segundo a publicação, o grupo News Corporation, pertencente a Murdoch, manifestou o interesse de assumir o controle da Formula One Management (FOM), responsável pela exploração comercial da categoria.

A Exor, empresa de investimentos pertencente à família Agnelli (proprietária da Ferrari) também estaria por trás da negociação. Segundo pessoas próximas ao projeto, a News Corporation teria a intenção de fazer na Fórmula 1 o mesmo que foi realizado no futebol inglês: injetar milhões de libras na categoria graças à venda dos direitos de transmissão.

Em meio às especulações, alguns analistas acham que as duas empresas não estariam de fato interessadas em fazer uma oferta pela F-1. Para eles, a motivação seria convencer as outras equipes a se retirarem da categoria e formar um novo campeonato.

A equipe italiana se mostrou descontente com as alterações no regulamento para esta temporada. Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, já deu algumas declarações polêmicas, nas quais deixou no ar a possibilidade de a escuderia se retirar da F-1.

F-1 se exibe na Rússia diante de 300 mil




Evento nas ruas de Moscou tem recorde de público em sua terceira edição; brasileiro Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus.
17 de julho de 2011, Automobilismo
Com mais de 300 mil espectadores, a Fórmula 1 deu um show no Moscow City Racing, evento realizado neste domingo nas ruas próximas ao Kremlin, sede do governo russo.
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
Luiz Razia se exibiu com carro do Team Lotus (foto: divulgação)
A apresentação contou com a participação do brasileiro Luiz Razia, conduzindo o carro do Team Lotus, equipe na qual é o terceiro piloto. A Rússia realizará seu primeiro GP de F-1 em 2014. Confira uma galeria de fotos da festa em Moscou.
Desde agosto de 2010, Luiz Razia corre com a logomarca da Casa de Assistência Filadélfia (CAF) em seu carro. Nascida em 1988, a entidade trabalha pela dignidade e inclusão social de crianças, adolescentes e famílias que vivem e convivem com HIV/AIDS e em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para a vida participativa em comunidade. Luiz Razia é um dos parceiros do CAF.

Peugeot apresenta novo 508 RXH 2012 híbrido

Carsale - A Peugeot apresenta oficialmente na Europa um novo modelo para o segmento de aventureiros. Trata-se do 508 RXH 2012 com motor híbrido e tração nas quatro rodas. De acordo com a marca francesa, a ideia é o que a novidade seja mais uma opção para os consumidores que optam por modelos de luxo e que estejam atentos às inovações voltadas para a diminuição da emissão de poluentes.

O 508 RXH 2012 traz sob o capô um motor 2.0 diesel de 163 cavalos de potência, auxiliado por um motor elétrico de baterias de lítio de 37 cv.  Ele será mostrado ao público durante o Salão Internacional de Frankfurt, na Alemanha, em setembro deste ano. Veja abaixo uma galeria de fotos da novidade.

Dicas para evitar manchas na pintura do seu Carro

Nunca lave o carro se o capô do motor estiver quente, durante ou logo após forte exposição à luz solar. Espere esfriar e não corra o risco de deixar manchas ou alterar o brilho da pintura.
- Não deixe o Banco de Couro de seu carro encardir, faça limpeza regularmente.
- Além da Limpeza é necessária uma boa hidratação para que o couro continue sempre macio e não corra o risco de rasgar devido ao ressecamento.
"Lembre-se o banco é um dos itens que chamam bastante a atenção".

Chefão da F-1 quer volta do GP da África do Sul

Ayrton Senna

Ecclestone diz que negociações estão avançadas para o retorno da prova.

O empresário inglês Bernie Ecclestone, dono dos direitos comerciais da Fórmula 1, trabalha para colocar o GP da África do Sul de volta no calendário da categoria. A última vez que a etapa fez parte do Mundial foi em 1993, com vitória do francês Alain Prost.
Em entravista para o jornal inglês Daily Express, Ecclestone revelou que as negociações já estão bastante encaminhadas. A F-1 foi muito criticada por ser um dos poucos esportes a dar respaldo ao regime do apartheid, que vigorou no país até 1989, quando a África do Sul foi banida nos Jogos Olímpicos e das competições da Fifa.
A corrrida, no entanto, não deve acontecer no tradicional circuito de Kyalami, que recebeu 20 edições da prova e tinha um traçado bastante seletivo. A ideia é construir uma nova pista, na Cidade do Cabo.
- Espero que possamos tomar uma decisão assim que nossos advogados derem uma olhada nisso, nas próximas duas semanas. Será bom voltarmos à África do Sul. Éramos muito felizes quando estávamos lá.
O calendário de 2012 tem previsão para 21 corridas, mas nem todas estão confirmadas. A partir de 2014, já é certeza de que a Rússia receberá uma corrida, num autódromo na cidade de Sochí, a mesma que receberá os Jogos Olímpicos de Inverno.

Setor de duas rodas cresceu 20% no AM


Desempenho foi melhor que o de quatro rodas. No geral, vendas subiram 7% nos seis meses de 2011
Fabricantes venderam para as concessionárias, até o mês de maio último, mais de 870 mil unidades de motocicletas (Foto: Divulgação)
A indústria de motocicletas comemora o crescimento nas vendas superior a 20% este ano, enquanto a evolução nas vendas de veículos em geral ficou em 7%. No varejo, o Amazonas fechou vendas de motos no primeiro semestre em 21,45% superior a 2010, segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Ou seja, de janeiro a junho de 2011, foram vendidas 11.509 motos, enquanto em 2010 foram 9.476.
Já as vendas no atacado (da indústria para as revendedoras) registraram aumento de 19%, de acordo com a Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas e Similares (Abraciclo). Nos cinco primeiros meses de 2011, a indústria comercializou para as concessionárias 872.688 unidades, enquanto no mesmo período de 2010 foram 733.074 motocicletas.
O polo nacional de Duas Rodas fica no parque industrial de Manaus, onde se concentram 32 montadoras e fábricas de insumos e peças para o setor. Entre elas estão a Moto Honda (que domina mais de 70% do mercado nacional), Yamaha, Harley-Davidson, Dafra, Suzuki, Kawazaki, Garinni e Haobao.
Frota aumenta
A frota de motocicletas no Amazonas, até maio, superou 170 mil unidades. O ano passado encerrou com 161.320, ou seja, em cinco meses, foram emplacadas mais 9 mil unidades.
A diretora-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Amazonas, Mônica Melo, explica que a estabilização econômica e a facilidade de financiamento são alguns dos fatores que colaboram para o aumento na quantidade de motos.
No Brasil, a frota cresceu 315,8% nos últimos 10 anos (2000 a 2010), de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Cresceram também os acidentes, e o dono de uma moto paga hoje R$ 279 pelo seguro obrigatório do bem (DPVAT), enquanto para um carro o valor é de R$ 101. “Os valores são maiores que o de carros em função do risco, uma vez que tem aumentado o número de acidentes, invalidez permanente e mortes no trânsito", acrescentou a diretora do Detran-AM.
Mônica Melo informou ainda que o crescimento médio da frota de veículos em geral no Estado é de 10%, mas o interior tem apresentado 19% de aumento, em função da aquisição de novas motocicletas.

Sob chuva, Massa lidera 2º treino livre na Inglaterra

Com desempenho decepcionante nesta temporada, Felipe Massa ganhou uma esperança para se recuperar na Fórmula 1 nesta sexta-feira. O brasileiro, que está apenas na sexta colocação no Mundial de Pilotos, terminou a segunda sessão de treinos livres para o GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone, na primeira colocação.

Na atividade, disputada sob forte chuva, Massa registrou o tempo de 1min49s967. Apesar de ter marcado o melhor tempo do segundo treino livre em Silverstone, o brasileiro não terminou o dia como o mais rápido. O melhor tempo foi do australiano Mark Webber, que liderou o primeiro treino, realizado com a pista molhada, mas com as condições melhores, com 1min46s603.

Com a forte chuva que atingiu o circuito de Silverstone, nenhum piloto registrou tempo nos primeiros 50 minutos do treino livre. Assim, as emoções ficaram reservadas para os instantes finais da sessão. E Massa conseguiu o melhor tempo da atividade quando o cronômetro já estava zerado.

O brasileiro superou a concorrência do alemão Nico Rosberg, da Mercedes, que lutou pela liderança até o final e ficou em segundo lugar, com 1min50s744. O japonês Kamui Kobayashi, da Sauber, terminou na terceira colocação, seguidos pelos ingleses Lewis Hamilton e Jenson Button, da McLaren.

O alemão Adrian Sutil e o escocês Paul di Resta, ambos da Force India, ficaram em sexto e sétimo lugares, respectivamente, à frente do brasileiro Rubens Barrichello, da Williams. O mexicano Sergio Perez, da Sauber, e o suíço Sebastien Buemi, da Toro Rosso, completaram as dez primeiras colocações da atividade.

Mais rápido do dia, Webber foi apenas o 14º colocado do segundo treino livre, à frente do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Já o alemão Sebastian Vettel, atual campeão e líder do Mundial de Pilotos, deu apenas quatro voltas nesta atividade e terminou em 18º lugar.

O treino de classificação para o GP da Inglaterra, no circuito de Silverstone, acontece no sábado, a partir das 9 horas (de Brasília). A largada da corrida está marcada para o mesmo horário no domingo.

Stock Car

Stock Car
Por [@JulianaTesser] de São Paulo 05/07 - 15:22
Jimenez revela que Tuka andou com carro em chamas por uma volta inteira
Sérgio Jimenez estava atrás do carro de Tuka Rocha no momento em que o fogo começou e revelou que as primeiras chamas tiveram início uma volta antes de o piloto da Vogel ter se jogado do carro.
No último domingo (3) a etapa do Rio de Janeiro da Stock Car viveu um momento de tensão. No fim da segunda volta, Tuka Rocha precisou pular de seu carro em movimento, por conta de um incêndio que havia invadido o veículo. As causas do incidente ainda estão sob investigação da Vogel e também da JL, empresa responsável por fornecer os carros da Stock, mas na manhã desta terça-feira (5) o piloto Sérgio Jimenez revelou ao Grande Prêmio que as chamas começaram ainda na primeira volta.
Jimenez revelou que incêndio no carro de Tuka Rocha começou uma volta antes

O piloto da RZ, que estava logo atrás do carro da Vogel no momento do incidente, contou que quando Tuka passou pela reta dos boxes o carro já estava em chamas. “Eu estava atrás, brigando junto com ele e com mais um piloto, e o fogo não começou ali. O fogo começou uma volta antes”, afirmou Jimenez. “O fogo começou do nada, na reta, e ele não teve nenhum toque, pelo que eu pude ver”, contou.
Sergio afirmou que ficou surpreso por Tuka não ter percebido as chamas e deu um relato impressionante sobre o incidente. “O que me surpreende é ele não ter visto esse fogo na reta dos boxes e no curvão do oval, porque ali já estava pegando fogo. Foi muito estranho, porque a gente fez todo o miolo atrás dele e o fogo era gigante já no miolo”, disse o piloto, que fez neste final de semana a sua segunda prova na Stock Car. “A roda parecia uma bola de fogo e é muito estranho ele não ter visto, não ter sentido”, avaliou.
O piloto, que terminou a etapa carioca na 18ª colocação, ressaltou a importância de identificar o que causou o fogo, para que seja possível evitar que o mesmo problema se repita. “Temos de achar o motivo do que aconteceu e achar um jeito de poder evitar para que não aconteça novamente”, falou.
O paulista também falou sobre a atuação da comissão dos pilotos, formada após a morte de Gustavo Sondermann, em uma prova da Copa Montana, em Interlagos, no dia 3 de abril. Na visão de Jimenez, a CBA se mostra interessada em ouvir a opinião dos pilotos. Para o piloto, as reivindicações da comissão serão atendidas.
“Eu entrei agora na V8, é a minha segunda corrida. Eu pude participar da reunião do Rio de Janeiro, e a gente está conseguindo passar bastante coisa que nós pilotos queremos”, afirmou. “Eu só participei de uma reunião, mas eu senti muito a CBA escutando o que os pilotos falam, o que é bom”, continuou.
“Eu acho que os pedidos que todo mundo está fazendo vão ter efeito, com certeza, a médio e longo prazo. Eu não acredito que de imediato consiga fazer tantas mudanças”, finalizou.

CUIDADOS COM O SEU CARRO

Cuide do seu patrimônio lavando seu carro corretamente. Uma boa limpeza manterá a aparência de carro novo.
Alguns motoristas gostam de lavar o próprio carro, eles preferem perder uma tarde de domingo e realizar o serviço à deixar a responsabilidade para um lava-jato. A limpeza pode até se tornar uma terapia, mas é aconselhável que a cada trinta dias o seu carro seja cuidado por um profissional de sua confiança, este terá cuidados, equipamentos e produtos necessários para cuidar do seu carro profissionalmente.
Faça-nos uma visita ou ligue, teremos o maior prazer em irmos até você buscar seu carro sujo e devolve-lo com aparência de carro 0 km.

StetCar alerta: É verão, e seu carro exige cuidados especiais.

O verão traz consigo as temperaturas mais altas do ano, e alterna períodos de sol forte com pancadas de chuva. Nesta época, alguns materiais como plástico, borracha e metais tendem a sofrer mais com os efeitos da mudança de temperatura e o desgaste natural.

Para facilitar a vida dos motoristas, o Lava Jato StetCar divulga uma lista com alguns cuidados importantes que você deve tomar para conservar seu carro durante o verão intenso:
- Película nos vidros ajuda a diminuir a temperatura interna, já que filtra parte dos raios solares e ajuda, inclusive, a proteger o plástico do acabamento interno. Ao notar que sua película adquiriu um aspecto arroxeado é preciso substituí-la;
-  Atenção com as borrachas de fixação dos vidros. Ao lavar o carro, aplique loções que ajudam a proteger esse material e evitar que a falta de vedação causem infiltrações de água, principalmente em caso de chuva forte.
- As palhetas dos limpadores também devem ser trocadas regularmente, para evitar que a borracha fique quebradiça, o que compromete a limpeza do pára-brisa, além de riscar os vidros. Aplicar produtos de cristalização dos vidros também ajuda a dispersar a água no vidro dianteiro;
- O estofamento do carro precisa ficar longe do sol forte, pois pode sofrer descoloração. No caso de bancos de couro, vale a pena limpá-lo com sabão de coco ou produto específico para essa finalidade e aplicar um hidratante de couro;
- Os plásticos e painel precisam ser protegidos. Há diversos produtos que oferecem proteção extra contra os raios solares UV;
- A pintura também sofre com os efeitos do sol. Por isso é altamente recomendável encerar a superfície com produtos adequados, principalmente os que contenham carnaúba que forma uma película de proteção sobre a camada do verniz. Em caso de riscos em excesso, vale a pena apostar num procedimento de polimento e cristalização, que remove impurezas e devolve o brilho (com proteção) à pintura;
- Faça uma revisão no ar condicionado. Aproveite esta fase de uso intenso e troque o filtro de cabine que ajuda a evitar que as impurezas sejam levadas para dentro do carro;
-    Em caso de sujeira impregnada nos tapetes, carpetes e bancos, vale a pena fazer a limpeza com produtos adequados ou higienizar o carro imediatamente. Afinal, sob o calor intenso, a sujeira pode exalar um odor insuportável, e obrigar a circulação do carro com os vidros abertos (e assim o interior ficará mais quente);
- Por conta do calor, verifique também o pneu estepe, quase sempre esquecido pelos motoristas;
- Em termos mecânicos é importante checar o radiador, que é especialmente exigido no verão. Do contrário, a temperatura do motor pode subir muito e comprometer seu funcionamento. Faça a limpeza do sistema e adicione um aditivo anti-fervura;
- Em caso de viagem para o litoral, faça a lavagem do chassi e se possível do motor para retirar resquícios de sal e também evitar que a maresia cause corrosão no futuro;
- Antes de entrar em um carro que ficou muito tempo estacionado sob o sol, recomenda-se abrir bem portas e aguardar alguns instantes para que o excesso de ar quente seja dissipado. Ao entrar no carro é fundamental circular com os vidros abaixados para que todo o ar quente saia, e permita que o ar condicionado seja mais eficiente ao entrar em funcionamento;
É importante lembrar que automóveis de cor clara refletem mais a luz solar, o que ajuda no conforto térmico a bordo. Algumas soluções antigas como usar um papelão ou material reflexivo no pára-brisa quando o carro está parado, ajudam a evitar que o sol estrague o painel, além de diminuir a temperatura interna.
Agradeço o apoio dos amigos - Dag

Estamos no facebook

Ouça o meu Pássaro

Vamos Rir um pouco?

Fotos de satélite, antes e depois do tsunami no Japão

Peixes

src='http://parts.kuru2jam.com/js/swflayer.js'>