Páginas

Os carros da telona que deveriam ganhar um Oscar

Veja os carros que fizeram sucesso no cinema. Desde o fusquinha Herbie até o Camaro Bumblebee de Transformers.

Alguns veículos serão sempre lembrados por terem deixado sua marca em alguns filmes hollywoodianos. É difícil ver um Aston Martin DB5 e não lembrar de James Bond fugindo dos bandidos ou então ver um Fusca da Volkswagen e não lembrar de Herbie, o fusca sensível.

Confira a seguir, alguns automóveis dignos de um Oscar, que marcaram forte presença em filmes de Hollywood.

Aston Martin DB5 (007 Contra Goldfinger - 1964): Certamente este é o carro de James Bond que mais marcou em seus filmes. Ele marcou presença em três filmes do agente secreto britânico, sendo equipado com metralhadoras, escudos blindados, serras para cortar pneus, lança-pregos e até mesmo bombas de gás.

Ford Mustang GT 390 (Bullitt – 1968): Steve McQueen, corta as ruas de San Francisco em uma perseguição de 8 minutos comandando um Mustang 68 de 325 cv de potência. 




Volkswagen Fusca 1967 (Se o Meu Fusca Falasse – 1969): O queridinho da Volkswagen já estrelou em cinco filmes e ficou famoso ao derrotar carros bem mais potentes que ele. O que mais caracteriza a atuação de Herbie (nome do Fusca no filme) é a sua capacidade de expressar sentimentos.

Mini Cooper (Um Golpe à Italiana – 1969): Os mini-carrinhos roubam a cena em uma perseguição que ocorre nas ruas de Turim, na Itália.

DeLorean DMC-12 (De Volta para o Futuro – 1985/1990): O carro esporte fabricado no começo dos anos 80 (apenas 8.543 unidades fabricadas) é a máquina do tempo de Michael J. Fox no filme "De Volta para o Futuro".

Ford Mustang Shelby GT500 1967 (60 Segundos – 2000): O papel principal, vivido por Nicolas Cage, precisa roubar 50 carros em somente uma noite para salvar a vida do seu irmão. Em meio a Lamborghinis, Ferraris e outros automóveis potentes, quem rouba a cena é o Ford Mustang Shelby GT500 de 1967 que protagoniza a útlima perseguição do filme. Este Mustang se tornou um super-astro do cinema depois desse filme.

Nissan 350Z (Velozes e Furiosos - Desafio em Tóquio - 2006): O cupê esportivo japonês, com certeza é o destaque do terceiro filme da série "Velozes e Furiosos". O possante conta com um motor V6 de 3.5 litros que gera 287 cv, sem contar o óxido nitroso que eleva ainda mais a força de sua arrancada e sua velocidade.

Chevrolet Camaro (Transformers – 2007): Chamado de Bumblebee no filme, o carro-robô é equipado com um motor V8 de 400 cv, e ainda disparadores de raios laser e um sistema de áudio inteligente. Com certeza, o novo Camaro adquiriu muitos fãs depois de participar deste sucesso das telonas.

O mercado de automóveis brasileiro será o terceiro maior em 2016

Pesquisa mostra que no ano das Olimpíadas do Brasil, o país será o terceiro maior mercado de automóveis. Foram entrevistados 200 executivos de grandes fabricantes de automóveis do mundo.

A renomada empresa de pesquisa KPMG Internacional, elaborou um estudo com 200 executivos do setor automotivo, que indica uma grande possibilidade do Brasil ganhar posições no ranking dos maiores mercados automotivos. Segundo a pesquisa, em quatro anos a quantidade de automóveis vendidos no país se encontrará entre quatro e seis milhões, ultrapassando o Japão.

Charles Krieck, sócio-líder da área que cuida do mercado industrial e auditoria da KPMG Internacional, afirmou: "O resultado da pesquisa demonstra claramente a imagem que o mercado automobilístico mundial projeta para o Brasil: a de um país com economia saudável e ótimas perspectivas para negócios. Ao final, o mercado automobilístico encontrou um lugar próprio no Brasil".

Outro dado importante apontado pela pesquisa, é que os países emergentes do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) tomarão conta de 40% de todo o setor automotivo do mundo em 2016. O topo ainda irá pertencer a China, com os Estados Unidos em segundo e o Brasil aparecendo na terceira posição, ultrapassando o Japão que é o atual terceiro lugar e a Alemanha, atual quarto lugar.

A "Global Automotive Executive Survey 2012 – Managing Growth While Navigating Uncharted Routes" ("Pesquisa Global do Setor Automobilísco – Gerindo o Crescimento Enquanto Rotas Inexploradas são Desbravadas") mostrou que os carros híbridos serão a opção ecológica mais consumida. Ainda assim, um número entre 9 e 14 milhões de veículos puramente elétricos estarão nas ruas do planeta até 2026.

Bruno Senna assina contrato com a Williams

Depois de Bruno ser apresentado oficialmente, Rubens Barrichello (que também estava na briga) poderá ficar de fora da Fórmula 1 este ano.

Enfim, a Williams anunciou oficialmente o brasileiro Bruno Senna como o seu mais novo piloto para a temporada 2012 da Fórmula 1. A novela, que tinha Adrian Suttil e Rubens Barrichello também brigando pela vaga, chegou ao fim. Bruno fará companhia ao venezuelano Pastor Maldonado.

Por conta de um erro no site da equipe, o perfil de Bruno Senna foi postado antes mesmo da nota oficial. Depois de cometer essa falha, era impossível esconder o que já estava certo. O dono da equipe, Frank Williams, declarou: "As condições dadas a Bruno em suas duas temporadas na Fórmula 1 não deram a ele as oportunidades ideais de trabalhar com consistência, então foi essencial que a gente gastasse bastante tempo para entendê-lo e avaliá-lo como piloto".

Bruno também comentou a novidade e se mostrou bem otimista por estar correndo em uma equipe que já contou com seu tio Ayrton Senna como piloto. "Me sinto muito privilegiado por ter sido escolhido pela Williams como um de seus pilotos. A equipe tem um histórico importante e eu espero poder ajudar a escrever um bom capítulo nessa história".

Confirmação de uns e incertezas de outros. A última vaga restante na Fórmula 1 é para a pequena equipe HRT e com isso, a situação de Rubens Barrichello se tornou crítica. Pelo Twitter, o recordista de participações em corridas na categoria contou: "Fala galera. Pois é, não estarei guiando o carro da Williams este ano. Desejo ao meu amigo Bruno Senna muita sorte. O futuro está em aberto... ".

No início do ano, as especulações de que Bruno iria mesmo correr pela Williams estavam bem evidentes, principalmente após o bilionário Eike Batista (que investe na Williams através de sua empresa OGX) confirmar o fato pelo Twitter.

O que resta para nós, torcedores, é acreditar que Bruno Senna voltará a colocar o Brasil no topo do pódio, o que não acontece desde 2009, quando Rubinho venceu o GP da Itália.

Economizando no transporte utilizando a carretinha reboque

Por que investir em uma carretinha reboque? Em algumas regiões brasileiras, o termo reboque é costumeiramente utilizado, enquanto em alguns estados é normal ouvir os termos carreta reboque ou, simplesmente, carretinha. Regionalismos à parte, a carretinha é um excelente equipamento acessório para veículos motorizados. A carretinha cumpre perfeitamente seu papel no apoio ao transporte e reboque de outros veículos, barcos, iates e até animais. Na área rural, por exemplo, você encontrará vários destes veículos reboque trafegando pelas vias públicas, onde dentre eles há um modelo dedicado à transportar animais. Na área urbana, é possível ver várias carretinhas circulando com móveis ou objetos de grande porte, especialmente eletrodomésticos e cargas pesadas. Esses acessórios são utilíssimos pois proporcionam transporte rápido com baixo custo. Uma deficiência natural da carretinha reboque é o desgaste da estrutura por causa da corrosão ou ferrugem, mas isto é comum somente nas regiões litorâneas. Outro fator limitante é a falta do espaço necessário ao estacionamento das carretinhas. Nem todas as residências dispõe do espaço necessário, e por essa razão torna-se necessário guardar o veículo em uma garagem privada mensalista. Caso você consiga encontrar uma vaga em estacionamento descoberto para guardar sua carretinha reboque, basta adquirir uma capa automotiva, que poderá ser constituída de lona simples, afim de proteger seu reboque contra as ações do clima.
Normalmente, as pessoas confundem carretas com caminhões, sendo que isso dependerá muito da região do país. Em alguns lugares, a população refere-se ao reboque como uma carreta. Nas cidades portuárias, como Santos – no estado de São Paulo – o termo carreta é mais utilizado quando deseja-se falar sobre caminhões. Em vários jornais vemos manchetes noticiando acidentes entre automóveis e carretas, ou seja, veículos de passeios e caminhões. A carretinha reboque têm algumas características que as confundem com seu primo distante, pois a exemplo da carreta, o reboque também não possui tração própria, ou seja, é um veículo não motorizado. Por essa razão, ele necessita ser conectado à um veículo automotor através do engate. As principais situações onde a carretinha reboque será necessária é, obviamente, onde exige-se grande capacidade no transporte. Esse transporte exige geralmente veículos maiores, como caminhões ou carretos com caçambas simples. Às vezes, é muito trabalhoso ou dispendioso procurar empresas as quais fornecem tais serviços, e a opção do reboque surge como escolha mais prática e também econômica. Se você calcular os custos detalhadamente, verá que nem sempre contratar um carreto é o melhor caminho, pois alguns caminhoneiros cobram valor entre R$80 a R$150 reais nos serviços relacionados a frete e entregas rápidas. Enquanto isso, é possível alugar reboques para carros a partir de R$30 reais a diária.
A vantagem de locar reboques consiste na praticidade e autonomia proporcionados por estes acessórios no transporte das cargas. Este veículo não traz grandes despesas e custos de manutenção, inclusive com seu licenciamento – consulte o site do DETRAN para mais informações. Para o lazer, a carretinha reboque mais uma vez mostra sua grande utilidade em ocasiões quando você deseja viajar e deseja levar também sua motocicleta, e para situações como esta existe a carreta para moto. O próprio condutor ou motorista que manobrará seu veículo naturalmente também conduzirá o reboque, e essa independência em trafegar sem depender de terceiros confere maior tranquilidade ao responsável pela carga ou pelos objetos transportados. O aluguel da carretinha têm um custo benefício muito bom, e a vantagem principal da locação é economizar com custos normais do frete. Mas, mesmo se você desejar comprar uma carretinha reboque nova seguramente fará um excelente investimento patrimonial. Ter seu próprio reboque tornará seus transportes muito mais fáceis e rápidos, uma vez que estes veículos são muito simples de conduzir e não requerem habilidades excepcionais por parte dos condutes para trafegar nas ruas e avenidas mais movimentadas. Contudo, devido ao maior número de eixos e ao comprimento total dos veículos conduzidos, é evidente que o motorista deverá ter atenção redobrada ao trafegar com seu reboque, mesmo durante as manobras com as quais já está acostumado.
Agradeço o apoio dos amigos - Dag

Estamos no facebook

Ouça o meu Pássaro

Vamos Rir um pouco?

Fotos de satélite, antes e depois do tsunami no Japão

Peixes

src='http://parts.kuru2jam.com/js/swflayer.js'>