Páginas

Chefão da F-1 quer volta do GP da África do Sul

Ayrton Senna

Ecclestone diz que negociações estão avançadas para o retorno da prova.

O empresário inglês Bernie Ecclestone, dono dos direitos comerciais da Fórmula 1, trabalha para colocar o GP da África do Sul de volta no calendário da categoria. A última vez que a etapa fez parte do Mundial foi em 1993, com vitória do francês Alain Prost.
Em entravista para o jornal inglês Daily Express, Ecclestone revelou que as negociações já estão bastante encaminhadas. A F-1 foi muito criticada por ser um dos poucos esportes a dar respaldo ao regime do apartheid, que vigorou no país até 1989, quando a África do Sul foi banida nos Jogos Olímpicos e das competições da Fifa.
A corrrida, no entanto, não deve acontecer no tradicional circuito de Kyalami, que recebeu 20 edições da prova e tinha um traçado bastante seletivo. A ideia é construir uma nova pista, na Cidade do Cabo.
- Espero que possamos tomar uma decisão assim que nossos advogados derem uma olhada nisso, nas próximas duas semanas. Será bom voltarmos à África do Sul. Éramos muito felizes quando estávamos lá.
O calendário de 2012 tem previsão para 21 corridas, mas nem todas estão confirmadas. A partir de 2014, já é certeza de que a Rússia receberá uma corrida, num autódromo na cidade de Sochí, a mesma que receberá os Jogos Olímpicos de Inverno.

Nenhum comentário:

Agradeço o apoio dos amigos - Dag

Estamos no facebook

Ouça o meu Pássaro

Vamos Rir um pouco?

Fotos de satélite, antes e depois do tsunami no Japão

Peixes

src='http://parts.kuru2jam.com/js/swflayer.js'>